viernes, 21 de octubre de 2011

Delírios

Sim, estás aqui. Fecho os olhos e te vejo. Te sinto. Te pressinto. Tuas mãos,  deslizando sobre a minha pele, percorrendo os meus caminhos teus caminhos. Tua língua a sentir-me o gosto, a percorrer meus lábios, meus seios, minhas coxas, meu sexo úmido, a sugar minhas águas, meu gozo. Teu sexo a fazer-me tua, tão somente tua, entre gemidos e delírios. Sim, estás aqui. Eu sinto.

No hay comentarios:

Publicar un comentario